Pesquisar
0

Sua sacola está vazia

Você ainda não possui produtos em sua sacola.

Que tal conhecer as novidades?

Novidades
Todos
Atendimento
0

Sua sacola está vazia

Você ainda não possui produtos em sua sacola.

Que tal conhecer as novidades?

Novidades

COMO DESCOBRIR O SEU ESTILO COM SEIS DICAS SIMPLES

22 Fev

Saiba como encontrar o estilo que mais combina com você, traduz sua personalidade e passa a imagem que você quer transmitir.

O que fazer quando não se sabe definir seu estilo? Uma dúvida muito comum e que dificulta na hora de se vestir. Para tornar esse processo mais simples, reunimos algumas dicas fáceis de serem aplicadas com a ajuda da consultora de imagem e fundadora do Resolva Meu Look, Deh Martini. Vamos lhe mostrar que não é complicado descobrir seu estilo e que tem tudo a ver, principalmente, com entender quem você é e como se expressa. Confira! 

1. PRATIQUE O AUTOCONHECIMENTO

Antes de mais nada, é preciso entender o que você gosta de vestir e como é o seu estilo de vida - e tentar aliar as duas coisas. Pense nas peças que você se sente bem usando e em como elas podem ser inseridas no seu dia a dia. Por exemplo: se você curte estampas coloridas, mas trabalha em um local com dress code mais formal, busque por peças de alfaiataria ou acessórios em tons vibrantes e use apenas um item mais chamativo no visual. Fora do trabalho, aproveite para se jogar nos looks estampados! “Estilo pessoal é a nossa narrativa visual. É nossa essência, maneira de ser e personalidade. Tudo isso somado nos traz uma marca pessoal única, que consiste em entender o que a gente é, para ser representado de dentro para fora, em formato de roupa”, explica Deh. 

2. BUSQUE E REÚNA REFERÊNCIAS

A dica aqui é criar um mood board com todas as suas ideias de looks, tudo que lhe atrai e que você acredita que tem a ver com o seu estilo. Para quem curte o digital, a sugestão é ir salvando em pastas do Pinterest referências de composições: sejam elas de cores que combinam entre si, de looks para a estação, de produções de celebridades ou de street style, ou ideias de como usar tal peça. O Instagram também permite salvar seus posts favoritos e até mesmo seus desejos de compra (já deu uma conferida no @zz.mall hoje?). Dá ainda para criar um álbum no celular com todos os prints de looks que você viu por aí e gostou para consultar depois. 

Já para quem prefere o analógico, a sugestão é pegar revistas de moda e elaborar um quadro - físico mesmo - com recortes de ideias de composições. Você pode deixar próximo do seu guarda-roupa ou closet para visualizar na hora de se vestir. “A partir destas imagens, você consegue perceber repetições do que gosta e que nunca tinha prestado atenção antes. Essas repetições nos ajudam a entender quem a gente é, em forma de roupa”, fala Deh. 

Mas e na hora de montar os looks na correria do dia a dia? Os boards são exatamente para facilitar o processo e treinar o olhar. “Ctrl C, Ctrl V é sempre sucesso. Copiar os looks que você separou é usar a inspiração como aliada. Se você salvou aquela imagem, é porque você gosta daquele visual, então tente reproduzir com algo que tem no seu closet. Não precisa ser igual, pode ser a combinação de cores ou o jeito de amarrar o cinto”. 

3. USE AS TENDÊNCIAS DA ESTAÇÃO AO SEU FAVOR

É comum ver o que está na moda e se perder sem saber o que e como usar. Para aderir às trends com personalidade, é preciso, novamente, de autoconhecimento. “Conhecer-se e se respeitar nunca foi tão vital e isso a gente também aplica na moda. Se você curte uma tendência específica e quer testar, misture com peças que você já tem e se sente bem. O espelho é nosso melhor amigo: gostou, usa; não gostou, troca”, pontua a consultora. 

Deh ainda lembra que nem todas as tendências vão se encaixar no nosso estilo: “você não precisa usar o que todo mundo está usando se não tem a ver com quem você é”. Saber reconhecer isso também é importante para não transmitirmos a mensagem errada. “Nosso estilo pessoal é traduzido em roupas e essa é a forma como nos comunicamos com o mundo. Tudo o que a gente veste comunica”, destaca ela. 

4. DESAPEGUE DO QUE NÃO TEM MAIS A VER COM VOCÊ

De nada adianta um armário lotado de roupas que não refletem seu estilo e que ficam só ocupando espaço. Deh sugere fazer, pelo menos, duas vezes por ano o que ela chama de Dia do Desapego. “Estudos mostram que, em média, usamos somente 30% do nosso closet. Ou seja, sempre tem peça parada lá”. A ideia é tirar tudo o que está em desuso e separar para vender ou doar. A japonesa Marie Kondo, que criou o famoso método de organização, fala em jogar fora tudo o que “não nos dá alegria”. Aplicando a regra ao estilo pessoal, significam as peças que não nos sentimos bem usando.  

E se você não souber como fazer a limpa, tiver dificuldade em desapegar de roupas carregadas de lembranças ou mesmo quiser uma orientação para compor looks, busque a ajuda de um profissional. “A consultora de imagem tem um olhar mais prático, menos viciado e sem apego. Ela vai te ajudar nas dúvidas e indicar o que lhe favorece. Mas fique tranquila, a escolha final é sempre sua”, fala Deh. 

5. FAÇA UMA LISTA PARA A HORA DAS COMPRAS

Anote as peças que são prioridade, itens que você realmente percebe que está precisando comprar, como roupas para trabalhar, para ir na academia ou ainda aqueles básicos que vão com tudo. Além da necessidade, pense em como essas novas peças podem ser combinadas com o que você já possui e se elas se encaixam no seu estilo pessoal - agora, já bem melhor definido com as dicas anteriores. Importante: tenha a sua lista sempre em mãos e siga à risca! Isso evita compras por impulso ou desnecessárias. Uma sugestão é se fazer algumas perguntas antes de fechar o carrinho: essa roupa tem a ver comigo? Combina com as peças que tenho e gosto? Vou usar? Com esses direcionamentos, fica mais fácil fazer escolhas certeiras. 

6. EXPERIMENTE E NÃO TENHA MEDO DE ERRAR!

Lembre-se de se divertir no processo! Moda é expressão e estilo pessoal tem tudo a ver com treino. “Quanto mais se pratica um esporte, melhor a gente fica - e na moda também é assim. Ninguém nasce com um senso estético super apurado”, destaca Deh. 

INSPIRE-SE


você também vai gostar